MobileMe ainda possui serviços baseados no .Mac

18 08 2008

Sabemos como a transição MobileMe/.Mac foi problemática para a Apple. Ela inclusive criou um blog específico (atitude inédita da Apple) para abordar e explanar as dificuldades e os problemas que os desenvolvedores da empresa estavam enfrentando. Steve Jobs, em um email interno, comentou que o MobileMe ainda não está dentro dos padrões Apple e colocou Eddy Cue para cuidar do serviço.

O MobileMe agora parece estar começando a ficar mais estável, apesar de ainda apresentar alguns problemas de instabilidade no serviço de email. Eu particularmente estou enfrentando um problema curioso: mando mensagens e elas, às vezes, chegam com um atraso de dois dias ou mais. Porém sabemos que a Apple está trabalhando para resolver esses problemas. O que me chamou a atenção para escrever este artigo na verdade foi outro motivo: o fato do MobileMe ainda utilizar recursos do velho .Mac. Duvida?

 

Como você sabe, assinante MobileMe possui um disco virtual chamado iDisk. Todo usuário MobileMe possui uma pasta pública dentro do iDisk, onde você pode compartilhararquivos com quem desejar. Está pasta é acessada através do endereçohttp://public.me.com/nomedousuario. Mas o que acontece ao entrar no endereço público? Você é direcionado para o endereço http://idisk.mac.com/nomedousuario-Public. Repararam no endereço? Além do idisk.mac.com o serviço ainda está com um visual .Mac, confira:

Outro serviço que ainda utiliza a base do antigo .Mac é o calendário público. Quando você publica um calendário (compartilhamento de um calendário atráves do iCal), você tem duas opções: acessar o calendário via navegador e assinar o endereço do calendário para ele ficar disponível no seu iCal.

Eu publiquei um calendário somente para testar o serviço, e tive uma surpresa ao acessar a página que hospeda o calendário:

Como você pode ver, alguns serviços do MobileMe ainda utilizam recursos do antigo .Mac, além de possuir um visual totalmente antigo. Agora nos resta esperar para ver quando a Apple irá abandonar o .Mac e migrar em definitivo todos os serviços para o MobileMe.





MacBooks Air poderão ganhar processadores Penryn em breve

14 08 2008

Vem aí um update para os MacBooks Air, de acordo com informações obtidas peloPhoneNews.com. A máquina foi lançada em janeiro deste ano, portanto uma atualização já é mais do que esperada, após 7 meses no mercado.

O design do notebook deverá continuar o mesmo, mas a expectativa é de que ele incorpore um dos novos processadores Penryn da Intel — com 2.0GHz ou mais. Para compensar, a Apple deverá incluir uma bateria de maior capacidade e, por isso, o adaptador de força passará a ser o maior, de 60W, ao invés do atual, de 45W.

No final das contas, a máquina deverá aproximar-se bastante dos atuais MacBooks, internamente — estes, por sua vez, também deverão ser atualizados em breve. As configurações de SSD não deverão mudar muito, mas eles poderão ganhar discos-rígidos de 120GB e, opcionalmente, de 160GB — acompanhando quedas em preços de HDs de 1,8 polegada.